;

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Meditações “Latino”- Americanas

China + América do Sul I= No último Fórum Iberoamericano algo inovador aconteceu: potências mundiais como Estados Unidos e Europa foram deixadas de lado estando ao centro as relações com a Ásia. A China, principal parceiro asiático, oferece novas oportunidades, abre uma janela de modernização para que a América Latina realize reformas imprescindíveis para globalizar-se.
Do outro lado os EUA seguem como um sócio importante, porém está absorvido em novas tarefas e a Europa demonstra estar mais distante da região Latina.
A China se transformou em 2008 no segundo maior parceiro comercial da América Latina, perdendo apenas aos Estados Unidos, com uma demanda insaciável por matérias primas (de petróleo a soja, passando por cobre). Comentaristas afirmam ser uma dependência arriscada por parte da América Latina em relação à China; em virtude do país asiático não possuir um sistema de mercado, não ser um sistema democrático e tampouco as leis regem o país.
No entanto o novo parceiro gera algumas polêmicas abordando as duas linhas de pensamento utilizada na região. De um lado existe o modelo representado por Venezuela, Bolívia e Equador (com o presidente venezuelano, Hugo Chávez, à frente, apostando em um Estado onipresente com mercado subordinado ao governo) e outro grupo com Brasil, Chile e Uruguai (liderado pelo presidente Lula com uma linha de inspiração social-democrática).
México aqui; México lá= Recentemente o Itamaraty (Ministério de Relações Exteriores de Brasil) sugeriu criar um departamento denominado Unasul para proteger o mercado latinoamericano, tão logo o México demonstrou inquieto com a solicitação. O México luta para se manter no nível dos países norte-americanos (Estados Unidos e Canadá) afirmando estar mais relacionado com estes do que com a América do Sul, no entanto, ao mesmo tempo, luta para desfrutar de políticas sulamericanas e o atual presidente, Felipe Calderón, afirma que seu país tem vocação "latinoamericana". Logo terão de decidir o que realmente querem ser...
Choram as rosas= A crescente representação do Brasil no mundo graças a um grande avanço e de uma grande estabilidade política (não confundir com corrupção política) dão pistas de que o Brasil já pode ser considerado uma potência mundial empenhada em reclamar um assento no Conselho da ONU e liderar a região latina de uma forma amigável. Será que dessa vez conseguem colocar Lulalá...
China + América do Sul II= A chegada da China como grande sócio comercial e do Brasil como líder regional é visualizado com atenção pelos Estados Unidos, o tradicional influenciador na região. Washington mantém-se em vigilância constante afinal é da América Latina que o país recebe 50% do petróleo consumido e não quer perder sua hegemonia mundial para a China de forma alguma.
Muito falta para que a América Latina caminhe bem, o crime organizado, o narcotráfico, falta de segurança e homicídios são três vezes maiores do que a média mundial e estes fatores afetam o desenvolvimento de negócios, do turismo e de investimentos externos. A impunidade e a corrupção de policiais, juizes e políticos fazem com que a confiança seja uma das mais baixas do mundo.

5 comentários:

Pedro Ayres disse...

Caro Sebastião
Já dei início à leitua de seu blog. No que se refere a este post, creio que seria de bom alvitre jamais esquecer que a presente crise econômica mundial tem a sua base na ilusão "mercadista" e na falácia de que a "mão invísivel" (neoliberal) a tudo regularia de forma automática e igualitária. Quanto as questões políticas internas da China, também seria bom que esses problemas sejam abordados a partir de suas características essenciais, jamais por ter uma estrutura política distinta da que existe nos EE.UU eyc..
Prometo voltar,

liz disse...

Olá
Estava on line quando recebi sua msg
Vim conhecer seu espaço e gostei muito do blog, especialmente deste post.
Se me permitirem, postarei no Você Sabendo Mais, colocando os devidos créditos, é claro.

Francisco disse...

Sebastião, é sempre bom quando alguém fala bem do meu blog! :) Vou estar atento ao "Brasil Empreende"!

Abraço
Francisco

Cássio Augusto disse...

Parabéns pelo Blog... a cada dia esta ferramente ganha mais adeptos na luta contra-hegemonica!!!

liz.cobolina@gmail.com disse...

Está postado.
Veja como ficou.
Liz